As soluções propostas para a dicotomia custo-segurança, na engenharia de fundações, diferem freqüentemente na forma de tratamento das incertezas envolvidas no projeto e na execução. As provas de carga desempenham papel central na redução dessas incertezas, mas não há consenso quanto aos níveis quantitativos dessa redução, em função do tipo, quantidade e resultados das provas de carga. O presente trabalho retoma propostas baseadas na inferência bayesiana para a combinação das previsões de força resistente de estacas com as informações derivadas da realização de provas de carga e de ensaios de carregamento dinâmico. A inferência bayesiana se demonstra um instrumento legítimo para a incorporação dos resultados de provas de carga, dela decorrendo medidas de segurança conceitualmente fundamentadas e que encontram paralelo na prática da engenharia de fundações. A formulação proposta é aplicada a um caso real de fundações em estacas hélice contínua (CFA), com resultados julgados promissores. Para ler clique aqui