Trabalhos e Publicações

Pesquisar

Últimos Trabalhos e Publicações

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Este trabalho apresenta os resultados de duas provas de carga estáticas realizadas em perfis metálicos cravados/instalados lado a lado em uma obra na cidade de Rio de Janeiro, RJ. Como as duas estacas foram cravadas utilizando diferentes métodos – uma utilizando martelo de impacto diesel e outra utilizando martelo vibratório - serão comparados os resultados das duas provas de carga.

Para ler o trabalho clique aqui

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Neste trabalho são apresentados os resultados de treze provas de carga estáticas executadas em estacas escavadas de grande diâmetro, com fluido estabilizante, na região da Baixada Santista. São apresentadas as características geotécnicas da região, as características de cada uma das provas de carga, e as respectivas curvas carga-recalque. Com uma única exceção, esses ensaios não atingiram a ruptura franca. Tendo em vista o interesse em estimar uma carga de ruptura do conjunto solo-estaca, procura-se fazê-lo utilizando diversos processos consagrados de ajuste. A comparação dos resultados do ajuste, tanto entre si quanto com a única carga de ruptura efetivamente observada no campo, permite destacar o processo de Massad (1986) como um dos mais adequados para a interpretação das curvas carga-recalque dessas estacas.

Para ler o trabalho clique aqui

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A utilização de martelo vibratório para a instalação de estacas metálicas de seção decrescente na cidade de Santos vem crescendo, devido principalmente à maior produtividade e menor vibração ocasionadas na instalação de estacas com este tipo de equipamento. Assim, se faz necessário investigar um critério que possa servir de parâmetro para definição em campo da profundidade final de instalação da estaca e, ao mesmo tempo, verificar se um método de cálculo semi-empírico consagrado apresenta resultado consistente.
O objetivo do presente trabalho é tentar estabelecer um critério de paralisação da cravação da estaca baseando-se no seu tempo de penetração em segundos por metro, comparando-se os resultados de 7 provas de carga estática com um método de cálculo de capacidade de carga. Todas as estacas analisadas têm seção decrescente e foram instaladas com martelo vibratório.
Além das sete provas de carga estática mencionadas, apresentam-se também os resultados de outras seis provas de carga estática realizadas em obras da mesma região para auxiliar a interpretação.

Para ler o trabalho clique aqui

 

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O objetivo deste trabalho é mostrar uma prova de carga estática, executada em estaca escavada de grande diâmetro com utilização de polímero. Essa estaca foi executada em Santos, com 100 cm de diâmetro e 54,10 m de comprimento, para carga de trabalho de 3900 kN. A viga de reação permitia carregamento de até 11000 kN. Foram instalados extensômetros na armadura da estaca ao longo da profundidade com o objetivo de estimar a distribuição da resistência por atrito lateral da estaca e consequentemente a parcela da carga na ponta. Como reação foram utilizadas duas estacas escavadas com 100 cm de diâmetro do mesmo bloco, armadas com barras “Dywidag” para transmissão dos esforços de tração. As vigas metálicas, soldas, ligações, etc., foram todas dimensionadas especialmente para esse ensaio, inédito na região.

Para ler o trabalho clique aqui

 

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Este trabalho apresenta os resultados de duas provas de carga estáticas realizadas em perfis metálicos cravados/instalados lado a lado em uma obra na cidade de Rio de Janeiro, RJ. Como as duas estacas foram cravadas utilizando diferentes métodos – uma utilizando martelo de impacto diesel e outra utilizando martelo vibratório - serão comparados os resultados das duas provas de carga.

Para ler o trabalho clique aqui

Pesquisar